segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

1.ª conferência: Random-Walks on the plans for the 1755 Lisbon reconstruction. Cities as Complex Systems

É já na próxima quarta-feira, dia 22 de fevereiro, a conferência que abre o nosso ciclo, com David Sousa-Rodrigues (Centre for Complexity and Design, The Open University) e Mafalda Teixeira de Sampayo (CIES-IUL, Departamento de Arquitectura e Urbanismo, Instituto Universitário de Lisboa), Random-Walks on the plans for the 1755 Lisbon reconstruction. Cities as Complex Systems.

Resumo: O estudo das cidades evoluiu ao longo do tempo, mas estas sempre exerceram um fascínio para os investigadores pela sua riqueza de oportunidades de estudo. Nos últimos 40 anos também a ciência dos sistemas complexos, se tem debruçado sobre a cidade como objecto de estudo. Entendemos sistemas complexos por sistemas que apresentam um número vasto de entidades heterogéneas interagindo e cujos efeitos são não lineares. São sistemas cujas dinâmicas mensuráveis não podem ser explicadas por decomposição do sistema em partes constituintes e normalmente são sistemas que possuem diversos mecanismos de reforço (positivo e negativo). Apresentam normalmente hierarquias bem definidas e sinais de auto-organização. É fácil perceber que as cidades apresentam muitas destas características e tenham sido estudadas pelo campo das ciências da complexidade. Nesta apresentação vamos procurar mostrar como este campo de estudo (complexidade) se tem debruçado sobre o tema das cidades e em particular vamos apresentar o trabalho realizado sobre a cidade de Lisboa para o período pós terramoto de 1755. Os cataclismos são, apesar da desgraça, oportunidades de transformação profunda de estruturas cuja velocidade de mudança é naturalmente baixa. O terramoto de 1755 permitiu repensar a cidade de Lisboa a partir do nada e dessa forma construir a cidade icónica que hoje conhecemos. No entanto a solução construída é apenas uma de várias propostas idealizadas pelos planeadores à época. Vamos mostrar como utilizando algumas técnicas recentes se podem quantificar aspectos das diferentes  propostas de renovação. Vamos mostrar algumas hierarquias que surgem naturalmente nas diversas propostas para a reconstrução de Lisboa e vamos mostrar como se pode pensar as questões de conectividade da cidade criando modelos simples recorrendo a simulação de computador.
Texto de referência sobre o assunto, disponível online.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Instituições Organizadoras

Instituições Organizadoras