quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

III Ciclo | 1.ª Conferência: A atividade hoteleira em Lisboa no final do século XIX_Daniel Alves


Resumo: O sector dos serviços e comércio na cidade de Lisboa sofreu uma significativa reestruturação na passagem do século XIX para o século XX. Esse fenómeno, nos seus traços gerais, abrangendo todas as tipologias de estabelecimentos então existentes, foi já alvo de vários estudos e publicações (Daniel Alves 2017). Contudo, pouco ainda se sabe sobre o sector específico da oferta de alojamento e hotelaria na cidade. A historiografia portuguesa, ao contrário do que tem acontecido nos Estados Unidos, em Inglaterra e noutros países europeus, não tem dado atenção ao estudo da oferta de hotelaria naquele período, assim como a outras tipologias de oferta de alojamento na cidade. Sondagens prévias baseadas em dados do licenciamento dos estabelecimentos de comércio e indústria da Câmara Municipal de Lisboa, parecem indicar um crescimento substancial das unidades hoteleiras, entre 1890 e 1910, e uma alteração profunda na tipologia, propriedade e quantidade de outros tipos de unidades de alojamento temporário, como estalagens, albergues, hospedarias ou quartos particulares. Poderão estas alterações ser uma manifestação do nascimento de uma procura relacionada com a actividade turística? Usando os dados já referenciados respeitantes aos anos de 1890, 1900 e 1910 e recorrendo a uma análise estatística e espacial com a utilização de sistemas de informação geográfica, procurar-se-á caracterizar a actividade hoteleira em Lisboa, contribuindo para o conhecimento das ligações entre o crescimento urbano e a massificação do fenómeno turístico.

Link para texto representativo do tema: https://run.unl.pt/handle/10362/40222

Bio-nota: Daniel Alves é Professor Auxiliar no Departamento de História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e investigador no Instituto de História Contemporânea, ambos da Universidade NOVA de Lisboa. Tem um mestrado em História do Século XIX (2001) e um doutoramento em História Económica e Social Contemporânea (2010) com a tese “A República atrás do balcão: os lojistas de Lisboa e o fim da Monarquia (1870-1910)”.
As suas áreas de interesse são a História Contemporânea, a História Económica e Social, a História Urbana, a História das Revoluções e as Humanidades Digitais. Tem alguns livros e capítulos de livros publicados sobre História de Portugal no século XIX, bem como artigos em revistas científicas nacionais e internacionais, sobretudo em História Económica e Social e SIG aplicado à História. Recentemente foi editor convidado no número especial “Digital Methods and Tools for Historical Research” da revista International Journal of Humanities and Arts Computing e do número especial “The History of Retailing on the Iberian Peninsula” da revista History of Retailing and Consumption.
Colabora com frequência em projectos de investigação que usam bases de dados e sistemas de informação geográfica (SIG) na investigação histórica, nomeadamente nos projectos “Atlas, Cartografia Histórica” (http://atlas.fcsh.unl.pt/) e “Atlas das Paisagens Literárias de Portugal Continental” (http://litescape.ielt.fcsh.unl.pt/). É coordenador deste último desde 2018, em colaboração com Natália Constâncio.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Continuação do Ciclo em 2019


Estamos a preparar a continuação do Ciclo para 2019, nas belas salas do Palácio Pimenta.
A primeira conferência será no final de Fevereiro, em breve anunciaremos toda a informação.
Entretanto, sugerimos a visita à exposição "Vicente: o mito em Lisboa", que inaugura amanhã.
Até breve!



sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Sessão de encerramento do Ciclo Novos Estudos e Novos Olhares de 2018




Ontem foi a sessão de encerramento do Ciclo Novos Estudos e Novos Olhares de 2018, com a presença dos organizadores - Daniel Alves e Rosa Fina -, do coordenador do Museu e nosso anfitrião - Paulo Almeida Fernandes - e da convidada especial Maria Alexandre Lousada. Agradecemos a todos os presentes e esperamos que 2019 traga novas reflexões sobre a cidade de Lisboa e os múltiplos olhares a que ela se oferece.




sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Lisboa tem novos olhares. Mesa Redonda | 13 de Dezembro | 18h



Conversa em torno do encerramento do II Ciclo de Conferências Novos Estudos e Novos Olhares sobre a Cidade com:

Maria Alexandre Lousada (FLUL)
Daniel Alves (IHC, FCSH-Nova)
Rosa Fina (CLEPUL-FLUL)
Paulo Almeida Fernandes (Museu de Lisboa) - Moderação

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Dutch News Media about the 1755 Lisbon Earthquake and its Consequences | Joop W. Koopmans

Registados aqui, alguns momentos da conferência de ontem, com o Professor Joop W. Koopmans (Universidade de Groningen), que teve lugar na fabulosa cozinha do Palácio Pimenta. Muito obrigado a todos os presentes.
Em breve novidades sobre o fecho do Ciclo em 2018.








domingo, 18 de novembro de 2018

9.ª Conferência: Dutch News Media about the 1755 Lisbon Earthquake and its Consequences | Joop W. Koopmans



Abstract
This lecture addresses the 1755 Lisbon earthquake and tsunami as a means to explore the dissemination of international news to the Dutch Republic in the mid-eighteenth century. It will deal with the kind of news about the earthquake that reached the Netherlands. Main questions are: How did Dutch editors process the events in their news media, and which sources did they use? How did Dutch news media react to the Lisbon earthquake that had happened far away and weeks or months before they could read about them? In other words, what did ‘topicality’ mean for these media and their readers? In short, this lecture elaborates for eighteenth-century news media the idea of contemporaneity, a concept defined by Brendan Dooley as “the perception, shared by a number of human beings, of experiencing a particular event at more or less the same time.”  Furthermore, the Lisbon case offers insight into the working of European news networks, in this case stretching from the southwestern part of Europe to the Dutch Republic.

Biographical information
Dr. Joop W. Koopmans is Senior Lecturer in History at the University of Groningen, the Netherlands (https://www.rug.nl/staff/j.w.koopmans/). In 1990, he obtained his doctorate at the same university for his research about the organization of the States of Holland during the Dutch Revolt against King Philip II of Spain His present field of interest is the history of early modern media and politics in Europe. Recently he published a collection of his articles in the volume Early Modern Media and the News in Europe: Perspectives from the Dutch Angle. He is also the author of the Historical Dictionary of the Netherlands (3rd edition, 2015) and co-editor of the Nieuwe Encyclopedie van Fryslân (2016). Until 2017, he was chair of the Flemish-Dutch Society for Early Modern History (VNVNG) and chair of the editorial board of the annual De Vrije Fries (existing since 1839), both for several years.